«

»

Com Certeza, Você Já Viu um CAPTCHA

Para quem nunca ouviu este termo, o nome CAPTCHA é um acrônimo inglês para “Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart“, ou seja, teste completamente automatizado público de Turing para a diferenciação entre computadores e humanos. Turing refere-se a Alan Turing, primeiro inventor de tal sistema.

Trocando em miúdos, CAPTCHA são aquelas palavras/números distorcidos que temos que digitar antes de entrar em um site ou preencher um formulário, por exemplo. São na verdade, uma forma de anunciar ao mundo que se tem um problema de spam, que não sabe como lidar com ele e que decidiu descarregar a frustração do problema em sua base de usuários.

Às vezes, os proprietários dos sites parecem pensar que eles realmente precisam dos CAPTCHAs, por terem sido feridos por spams no passado. Sem provas concretas, pode ser difícil convencê-los de outra forma. Pois bem, aqui está uma boa notícia: a base de usuários registrados do Animoto (aplicativo da web que permite aos usuários criar composições de vídeo de suas fotos, vídeos e música) cresceu de 300 mil usuários em agosto de 2009 para 2 milhões de usuários em novembro de 2010. A grosso modo, isso é dizer que 2.400 novos registros foram feitos por dia.

No 1º trimestre de 2009 eles fizeram um experimento simples, olhando para o impacto do CAPTCHA na conclusão de registro. Este é como o formulário de inscrição parecia no início do estudo:

Os usuários eram direcionados para o formulário de inscrição diretamente a partir da página inicial antes de poderem interagir com o produto. Como você pode ver, havia um CAPTCHA na parte inferior do formulário (powered by reCAPTCHA). Com este design, eles tinham uma taxa de conversão de cerca de 48%. Eles, então, retiraram o CAPTCHA, e a taxa de conversão impulsionou  para até 64%. Em se falando de taxa de conversão, isso representa uma elevação de 33,3%!

Eles substituíram o CAPTCHA por campos honeypot e análises timestamp, o que aparentemente provou ser muito eficaz na prevenção de spam, sendo completamente invisível para o usuário final.

Não está na hora de mudar alguns conceitos?

Fonte: 90percentofeverything

Tem algo a acrescentar? Compartilhe nos comentários.